Doença ocular silenciosa pode levar a cegueira

O glaucoma é uma doença ocular capaz de causar cegueira se não for tratada a tempo. No Brasil, mais de 900 mil pessoas têm a doença. No Início, 80% dos casos de glaucomas não causam dor ou incômoda. É uma doença crônica que não tem cura, mas na maioria dos casos, pode ser controlada com tratamento adequado e contínuo. Quanto mais rápido for o diagnóstico, maiores serão as chances de se evitar a perda da visão.


O glaucoma deve-se a um distúrbio na pressão do liquido que preenche o globo ocular (humor aquoso), estando, por sua vez, mais aumentada do que o olho pode tolerar. Esta "pressão ocular" aumentada danifica de maneira irreversível o nervo óptico, responsável pelo envio dos sinais visuais do olho ao cérebro. Isto provoca a redução do campo visual, que se não for tratada pode levar a cegueira.
O diagnóstico precoce se faz durante a consulta oftalmológica de rotina, onde, havendo suspeita de glaucoma, serão solicitados exames mais específicos, uma vez que os sintomas da doença são tardios e as vezes não são percebidos pelos indivíduos nas fases iniciais da doença.
O tratamento do glaucoma visa principalmente à redução da pressão ocular, Impedindo que o nervo óptico fique exposto ao aumento da pressão ocular. Existem três formas de tratamento: a) medicamentos; b) laser; c) cirúrgico. Dependendo do caso podem ocorrer associações entre os tipos de tratamento.
Vários anos de pesquisa têm levado ao descobrimento de numerosos medicamentos que auxiliam no controle de glaucoma. A maioria deles é administrada na forma de colírios.
Uma outra opção terapêutica, são as aplicações de laser para os dois tipos mais freqüentes de glaucoma: o ângulo estreito e o de ângulo aberto.
A iridectomia com YAG laser é Indicada nos pacientes com ângulo estreito, em que a circulação interna do humor aquoso está obstruída de forma crônica ou raramente de forma aguda (aumento súbito da pressão ocular causando dor). O laser é aplicado na íris (colorido do olho) restabelecendo o fluxo normal do humor aquoso dentro do olho.
A trabeculoplastia com laser de argônio está indicada apenas nos pacientes com glaucoma de ângulo aberto, onde os canais de drenagem do humor aquoso não funcionam bem. O laser é aplicado no trabeculado (sobre os canais de drenagem) estipulando o sistema a funcionar melhor.
O tratamento cirúrgico está Indicado quando há falência das alternativas anteriores. A técnica mais usada é a